Unidade -O que é? Será isso que professo?

Pão e Vinho

Unidade

O que é? Será isso que professo?

C. H. Mackintosh

1820-1896

Tradução Mario Persona

Download Completo PDF

“Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação”

Efésios 4:4

Eu creio, amados irmãos, que não exista um só entre nós, independente da experiência ou extensão de nossa carreira, que não seja afetado pela inexprimível importância de termos a verdade de Deus de forma clara diante de nós. E não apenas diante de nossa mente, mas em nosso coração, como uma realidade divina — algo que nos influencia e nos molda — um elo vivo entre a nossa alma e o Deus vivo, não apenas como uma questão de salvação individual, por mais infinitamente preciosa que esta possa ser, mas como a senda que somos chamados a trilhar, e a posição que ocupamos como cristãos.

À medida que avançarem, amados irmãos, irão descobrir que nada permanece, em nosso coração, além da verdade de Deus e do fato de a recebermos diretamente dEle, não importa qual o instrumento que a tenha comunicado. Vocês devem estar prontos a dar razão, não apenas da esperança que trazem, mas da senda que trilham, do nicho que ocupam — devem ser capazes de apresentar uma razão divina para tudo, caso contrário não encontrarão firmeza. Isto nunca ficou tão claro quanto agora quando, como todos sabemos, as pessoas estão sendo provadas. Encontra- se em andamento na igreja professa e até mesmo em nosso meio, irmãos, um processo de testar e peneirar, o qual a maioria de vocês é capaz de sentir. Não há dúvida de que alguns de nós podem sentir mais do que outros, porém até o observador menos atento não pode deixar de ver que a peneira está fazendo seu trabalho na igreja professa — fazendo seu trabalho entre nós e tornando manifesto, de forma notável, quem tem sido realmente ensinado por Deus e quem tem meramente se agarrado a algo de si mesmo, ou seguido cegamente as pegadas de seu companheiro.

Tem ficado claro, irmãos, se nossa fé está na sabedoria de homens ou no poder de Deus. A fé de segunda mão está sendo provada e achada em falta. Esta não pode se sustentar no dia da prova. A responsabilidade de cada um, individualmente, é para com o Deus vivo. Assim, de tudo o que devo dizer, há algo, amados, que creio ter sido colocado pelo Espírito de Deus em meu coração para que eu insistisse com vocês — e vocês sabem que sempre falo com toda confiança e liberdade, e me sinto seguro de que irão receber isto da mesma maneira. Portanto, irmãos, sinto que o Espírito de Deus gostaria que eu enfatizasse primeiro a importância que tem a fé de vocês estar firmada somente no poder de Deus; que não importa a medida dela, o importante é que seu ponto de apoio esteja na sabedoria e no poder de Deus. Para que, mesmo que não conseguissem encontrar uma segunda pessoa para apoiá-los, mesmo que não conquistassem a solidariedade de mais ninguém, tivessem ao menos a bendita consciência de que Deus comunicou à alma de vocês uma verdade recebida dEle, a qual é a fonte de toda autoridade, a base da confiança que vocês têm e o verdadeiro segredo do poder que desfrutam. Certa vez um santo, que passava por um período de profundo exercício, contou que precisou fazer a si mesmo esta pergunta e respondê-la da forma mais solene, com a mais piedosa simplicidade: “Se o mundo todo e a igreja deixassem de existir, seria a palavra de Deus a corda suficiente para me transportar através do abismo?”. Esta é a pergunta, meus irmãos, e é a mesma que irei sugerir que cada um de vocês faça logo de início, do mais velho ao mais novo.

Vejo diante de mim santos de Deus que já eram assim muito antes de mim, e vejo diante de mim santos de Deus com talvez poucos dias ou poucas semanas nesta posição. Todavia, o princípio no qual agora insisto com vocês é um princípio de importância fundamental; um princípio de valor indizível no qual gostaria de insistir com vocês e, se não fizer nada além de insistir, e voltar a insistir, e cravar este princípio no íntimo das almas de vocês, sentirei não ter falado em vão. A pergunta é esta — Você poderia afirmar, mesmo que ficasse totalmente sozinho, que a palavra de Deus é totalmente suficiente, e ainda que o mundo e a igreja deixassem de existir, ela continuaria sendo totalmente suficiente como uma corda capaz de levá-lo através do abismo? Portanto, aí está a pergunta. Vocês são capazes de respondê- la afirmativamente, amados?

Faço uma pausa e deixo a pergunta com vocês, para que cada um pondere na própria presença de nosso único Senhor e Mestre: Você tem um senso tal do valor e autoridade da palavra de Deus; você já chegou a um senso assim da realidade desta verdade, desta revelação que Deus lhe deu, que, ainda que não tivesse uma segunda pessoa para apoiá-lo, pudesse dizer: “Isto é totalmente suficiente para mim”? É claro, amados, que vocês dirão que somente o Espírito pode torná-los capazes de tomar posse dessa palavra, desfrutar dela e mantê-la. É verdade. Todavia falo agora do valor da palavra de Deus e estou convencido de que nunca houve um momento na história da igreja de Deus neste mundo em que tenha ficado tão clara a necessidade de que nossa alma, amados irmãos, precisasse estar enraizada e ancorada, fundamentada e reforçada no conhecimento do fato de que vocês encontram na palavra de Deus tudo o que venham a precisar — na palavra de Deus do modo como ela faz morada no coração de vocês por intermédio do Espírito. Continua…

Trecho extraído do livro:

Unidade – O que é? Será isso que professo?

C. H. Mackintosh

1820-1896

Tradução Mario Persona

Páginas 13 a 22

Download Completo PDF

Anúncios